Quantificação de Produtos de Saúde – RMNCH – Suplemento para Previsão de Consumo de Produtos Médicos de Saúde Reprodutiva, Materna, Neonatal e Infantil

Quantificação de Produtos de Saúde – RMNCH – Suplemento para Previsão de Consumo de Produtos Médicos de Saúde Reprodutiva, Materna, Neonatal e Infantil

Aumentar o acesso e o uso apropriado de produtos médicos de saúde reprodutiva, materna, neonatal e infantil (RMNCH) poderia salvar a vida de mais de 6 milhões de mulheres e crianças anualmente. Um componente importante do acesso é a disponibilidade, que exige a quantificação precisa e oportuna dos requisitos de fornecimento. A quantificação sistemática e rigorosa de produtos médicos RMNCH é muitas vezes negligenciada, pois o foco é mais em programas verticais orientados por doadores, como HIV, TB e malária.

Este suplemento de previsão, que complementa um documento de orientação geral Quantificação de Commodities de Saúde: Um Guia para Previsão e Planejamento de Fornecimento para Compras, ajudará os gerentes de programas, prestadores de serviços e especialistas técnicos na quantificação das necessidades de produtos médicos prioritários para a saúde reprodutiva, materna, neonatal e infantil. Foi atualizado para incluir novos produtos e recomendações da OMS.

Os produtos médicos RMNCH incluídos no suplemento têm características diversas: alguns são produtos novos que estão em processo de introdução ou ampliação e alguns são produtos que estão em uso há muitos anos, mas são subutilizados ou não estão disponíveis quando necessário ou na formulação recomendada. No entanto, um ponto comum compartilhado por todos é a necessidade de aumentar o acesso a esses produtos médicos entre as mulheres e crianças que precisam deles.

No nível nacional, a previsão precisa é essencial para o orçamento, mobilização de recursos e planejamento para operações de aquisição e cadeia de suprimentos de produtos médicos RMNCH.

Este suplemento fornece orientação prática sobre como estimar as quantidades de suprimentos necessários para os programas como parte dos exercícios nacionais de quantificação. Embora esta orientação tenha sido desenvolvida principalmente para uso no setor público, a metodologia apresentada também pode ser relevante para prever as necessidades de produtos médicos para o setor privado.

Esta é a versão atualizada do documento publicado anteriormente em 2016.

Procurar